terça-feira, 14 de abril de 2009

FOI ASSIM A PÁSCOA

OLÁ AMIGAS!

Cheguei, depois de uma Páscoa com muita chuva, frio, trabalho, mas em família.

Consegui, reflectir e reconciliar-me com Deus e com a vida e ainda usufruir de momentos tradicionais, que me fizeram recuar no tempo e reviver, locais e pessoas já desaparecidas, que continuam no meu coração.

A tudo isto acresce a ementa da época - o Cabrito Assado em forno de lenha, o Pão de Ló, amarelinho de ovos caseiros, o Folar doce e salgado, as Amêndoas e na segunda feira o Arroz de Cabidela, com franguinho "pica no chão".

O Compasso, recebido em cada casa com um tapete de flores, é também um dos momentos bonitos, sobretudo porque na minha aldeia, embora não seja o padre a fazer a visita, as pessoas que vêm, são extremamente bem preparadas, de uma singeleza impressionante aliada a uma enorme dignidade.

Com um aspecto cuidado e até cerimonioso ( todos se apresentam de fato e gravata), transportam uma mensagem oral,extremamente coerente e bem elaborada transmitida pelo leigo principal que enverga uma opa branca.

Outro dos elementos, com opa vermelha dá a beijar a cruz ao dono da casa e depois entrega-lha para que o próprio a dê a beijar à restante família e amigos.

O 3º elemento traz o balde da água benta e o hissope (instrumento de metal com que se asperge a água benta).

O 4º elemento é o portador do saco das ofertas, onde cada casa deposita, ou não, o seu donativo.

Por último, o 5º elemento é uma criança (que já tenha feito a comunhão solene), também de opa vermelha e a quem compete anunciar a chegada do compasso com a sua campainha.
A este é costume os donos da casa oferecerem, amêndoas e goluseimas.

Para todos está a mesa posta, para que se sirvam e descansem um pouco.

No nosso caso, pouco tempo demoram porque é a primeira casa da tarde e como acabaram de almoçar, têm que se despachar para cumprirem o trajecto.

No final "A CRUZ" é acompanhada por todos os presntes na casa, até à próxima casa a recebê-la.

Provavelmente para muitos o que contei já não é novidade, mas para outros que não têm a oportunidade de vivenciar estes momentos, julgo ser interessante, pois é mais uma das nossas raízes culturais.

ÚNICA NOTA NEGATIVA : Li nestas férias uma notícia sobre Paulo Coelho que me deixou ...
Bom, disto falarei num próximo post.

A todas desejo muito bem-estar e agora ... toca a fazer dieta porque se aproxima o verão.

Beijinhos
Licas

8 comentários:

BC disse...

Amiguinha, já vim aqui como deve ter reparado, mas voltei para lhe dizer que pode ir aos OUTROS SORRISOS, BUSCAR UMA PRENDINHA!
Beijocas
Isabel

Tite disse...

Amiguinha,

Foi bom visitar-te para te ler e recordar. Há muitos anos que não estou em Trás-os-montes para vivenciar estas tradições.
Soube bem...
Beijos

PS - Agora estou morta para saber o que tens a dizer sobre o Paulo Coelho.

Isabel José António disse...

OLá Amiga Licas,

Vim retribuir a sua visita e constatei que passou bem a Páscoa.

Nós também a passámos e a Maria Carmo manda um abraço. Tem escrito mas o trabalho tem sido tanto que não tem sido possível efectuar os seu sposts.

Em breve o faremos
Um abraço
José António

brasileirinha disse...

PELO QUE VEJO TUA PÁSCOA FOI POSITIVA.
GRANDE BEIJO NO CORAÇÃO. BOA SEMANA PARA TI E FAMÍLIA. FICA COM DEUS SEMPRE. ABRAÇOS.

gisela disse...

ola amiga licas. a minha pascoa foi msm para descansar... fico feliz que tenha tido um bom dia. eu ja estou bem melhor, passe no meu blog e vai ver pelos poemas. estou mais calma e serena. porque ja tenho a minha madrinha ao meu lado na minha vida. mtos beijinhos

Maria Emília disse...

Uma Páscoa à maneira. Que bom.
Um grande abraço,
Maria Emilia

Fátima André disse...

Feliz regresso :))

Artista Maldito disse...

Olá Isabelinha

Pois fez-me relembrar a Páscoa em casa dos meus Avós, uma grande família com muitas crianças e o funcho e pétalas de rosas à porta para receber o compasso. As campaínhas eram sempre tarefa dos mais pequenos e recordo a subida deles pelas escadas e às vezes uma grande confusão porque faltava sempre alguém que ficava na outra sala a petiscar.

Dieta? Não, nem pensar, ainda hoje me trouxeram chocolates e já se foram:)

Estou curiosa em relação ao Paulo Coelho.

Beijinhos e bem-vinda
Isabel