segunda-feira, 30 de junho de 2008

NO RESCALDO DO CAMPEONATO DA EUROPA...




Terminou ontem a grande festa do desporto.
Será que foi festa?
Será que foi grande?
E Desporto, será que foi?

Sempre e cada vez mais me questiono sobre o desporto no mundo. À priori devia ser o ponto de encontro de referências e valores e o espelho bom para a maioria dos nossos jovens.
É isso a que assistimos?
Julgo que não.
Mais ainda julgo que está a tornar-se, sobretudo o futebol, num espelho rachado que reflete imagens distorcidas, fragmentadas, mas coloridas artificialmente para que os mais incautos se deixem penetrar por elas.
Preocupa-me uma histeria colectiva, ridícula e incompreensível que se vive um pouco por todo o lado. Não me refiro à alegria de ver e sentir a selecção do seu país, de cantar em todo o lado e de qualquer maneira o hino nacional,de se dar uso à bandeira nacional, de se ficar preso a um ecrã para assistir ao seu jogo predilecto.

Não, o que me preocupa é o à vontade com que se fala dos ordenados, das vidas de luxo e prazer e das leviandades de certos jogadores e paralelamente se aborda o desemprego crescente no país, o aparecimento de "novos pobres", a ausência de bens essenciais numa grande parte das famílias portuguesas, ou seja, preocupa-me a desiguladade gritante.

Mas, para esta dúvida gostava de uma resposta ...

Porque será que todos, mesmo os mais necessitados, aceitam tão bem, sem críticas nem objecções, os rendimentos destes homens que pisam os relvados, que se esforçam sim, mas que até têm a sorte de trabalharem naquilo que gostam e na profissão que escolheram?
Quando permaneci 10 anos em serviço no bairro do Porto mais problemático sócio-económicamente, ouvia e ainda hoje ouço, as pessoas revoltarem-se contra os vizinhos, os patrões, os governantes por terem o que a eles lhes era vedado, por frequentarem festas e fazerem viagens terem este ou aquele comportamento mais extravagante, mas...ao falarem do jogador A,B ou C, tudo parecia estar certo, tudo se justificava e apreciava

Porquê?

Ah!!!! E ainda...

Porque é que em nome do desporto se esquecem regras elementares de educação e convivência, se utiliza com o maior dos à vontades e em qualquer lugar, o "dicionário das dificuldades", a agressão verbal e física?
Porque é que, para festejar um acontecimento feliz, a conquista de uma taça, se sacrifica a integridade pessoal e colectiva?

Gostava muito de perceber.

Oxalá que um dia, talvez tarde demais, não deparemos com um mundo transformado numa Bola Furada


Sempre atenta
Licas

7 comentários:

SANDRA RIBEIRO disse...

ola amiga passei para deixar um beijooooooooooooooooo

TC disse...

Olá Licas, venho retribuir a visita simpática ao Florzinha de estufa.

Fico contente que tenhas gostado das minhas 'meninas'. A maior parte delas foi comprada online a vendedores alemães - se quiseres posso passar-te alguns sites onde costumo encomendá-las. Mas não são plantas de jardim... embora algumas sejam suficientemente robustas para o exterior, a maior parte das orquídeas necessita de uma humidade relativa bastante elevada, que no nosso país só se consegue em ambiente controlado. O ideal é uma estufa - ou, para quem como eu não tem jardim, uma divisão só para elas (sim, já sei que sou um pouco maluca com as plantas! eheh)

Para o jardim (mas em vaso) encontras nos centros de jardinagem ou hipermercados um género que se adapta às mil maravilhas ao nosso clima, que são os Cymbidium(s). Se precisares de conselhos avisa!

E sobre o futebol, não poderia estar mais de acordo contigo: que fracos 'heróis' escolhemos hoje em dia... e como sobrevalorizamos pessoas e ideais ôcos e fúteis (para não dizer pior...)

Um abraço,
Teresa

Chocolate disse...

Olá!
passei para desejar continuação de boa semana!
beijoca!

Meus Netos Minha Fortuna disse...

Olá Isabel
Já tinha passado por aqui...mas ando numa fase muito ocupada!
Desculpe não ter deixado mensagem, mas este mês e o próximo tenho os meus dois netinhos comigo e como deve compreender o tempo tornou-se pouco!
É excelente estar com eles, são momentos inesqueciveis...mas que me fazem estar sempre atenta...de olho aberto...pé ligeiro e muita dedicação!
Querida amiga, vou pedir-lhe desculpa, mas perante este quadro, não vou ter a minima hipótese de intervir no concurso que me inscrevi!
Como deve compreender estou completamente dedicada a eles, ainda estou a ver se consigo ir ao atelier...mas em primeiro estão eles, requerem muita atenção de nós e nós queremos dar-lha toda a que podemos.

No mês de Agosto, se Deus quizer, vamos para a aldeia com eles, como é costume todos os anos e este mês procuramos levá-los á praia ou até junto da mesma.
Desculpe Isabel, certamente que mais desafios aparecerão!

E as suas férias?
Descansou?
Espero que esteja bem e principalmenta a disfrutar da vida, como a Isabel, uma pessoa tão doce e tão querida, merece!

Aproveite todos os bocadinhos bons que a vida lhe proporcione e eles ficarão armazenados na sua memória para sempre!

Sempre que possa virei aqui deixar-le um beijinho, pois a Isabel sabe que gosto muito de si!

O meu beijinho muito amigo
Cassilda

Anjo Negro disse...

olá licas
peço desculpa pela minha ausência
infelizmente está é uma dura realidade. as famílias portuguesas sofrem cada vez com um endividamento e sinceramente começa a ser difícil sustentar estes problemas, esta dificuldades.
enquanto no mundo há que morra por fome há também que mergulhe num mar de notas de 500 euros. acho que estas pessoas não param para pensar ficam ali a alimentar um vicio que lhes dá prazer... ser ricos...

O nosso Portugal vai o fundo mas nos seremos as bases enquanto os grandes ficarão por cima sem se molharem ou ficarem magoados e porque? porque o dinheiro ainda fala mais alto que a dignidade humana ou que os direitos humanos.. é tão injusto que assim seja, que assim se viva...
é verdade que o dinheiro faz falta pois sem ele não vivemos é também uma realidade verídica de que este não traz saúde nem uma alegria repleta..

bjs minha querida licas

bjs

Anjo Negro disse...

ah deixei miminhos para ti no meu blog
espero que gostes

bjs

**Cantinho da LI** disse...

Oi Licas, desculpe a ausencia, ando meio sem tempo, vou vir te visitar mais vezes.
Olha, como vou te explicar o que é "Maria Mole" e "Creme de Leite" ??
Aqui no Brasil, Maria Mole é um doce, bem mole parecido com "Gelatina" mas fica fora da geladeira, a caixinha onde vem é igual.
Creme de leite, é....? Conhece Strogonoff (carne com um creme), o Creme é Creme de Leite, (meu Deus como vou te explicar isso, rsrs).
Vou fazer melhor, vou entrar em contato com outras amigas da "Terrinha" (nome delicado para "Portugal") e vejo se consigo de alguem uma explicação melhor, talves por ai tenha outro nome.
Beijinhos!!! (Obrigada pela visita)