sexta-feira, 30 de maio de 2008

DESAFIO 1 - O DADO ESTÁ LANÇADO ...




Caros Amigos

Muitos daqueles que se mostraram interessados neste desafio, demonstraram que os prazos previamente definidos comprometiam a sua participação. Uns porque estão com muito trabalho de final de ano lectivo, outros porque têm que estudar ou acompanhar os filhos ...
Ponderei e achei que, para termos mais pessoas envolvidas se devia alargar o tempo de participação.
Assim o tema que abaixo colocarei poderá ser tratado, ao ritmo de cada um, até final de Setembro.

Que dizem?
Estará melhor assim?

Espero desta forma agradar a todos e de todos obter a participação.

O tema será:

A FAMÍLIA - TRANSMISSÃO DE REFERÊNCIAS E VALORES

Com muito carinho fico a aguardar a vossa criatividade.

Um abraço
Licas

10 comentários:

Fátima André disse...

Cara Licas,

Para começar, parabéns pelo blog. Parabéns também pela iniciativa. Acho um desafio interessante, mas não posso abraçar mais nenhum compromisso neste momento. Desejo-lhe o maior sucesso :)
Vá passando por lá. Espero que o seu contributo na partilha de ideias, conceitos... possa ser uma mais-valia para o debate no "Revisitar a Educação".
Cordiais cumprimentos.

Patricia Elias disse...

Olá colega,,,primeiro quero elogiar seu cantinho!! Parabéns!
Segundo, achei bem interessante a partilha de saberes - não vou garantir que sempre participarei, no entanto, me avise na data (São muitos os compromissos) ok?
bjs

www.aprenderecia.blogspot.com

Duarte disse...

Eu também já pinto de cinzento, o pouco cabelo que tenho; mas considero que chegar até aqui é toda um odisseia e, como tal, a viver muitos anos e com saúde.
Qualquer iniciativa de tipo cultural é sempre positiva, mas os que ainda estamos em plena actividade temos um grande adversário, o factor tempo. De todas formas podia-se aceder a tal iniciativa, mas sem que seja com tanta rigorosidade de datas, algo mais flexível, para que possa ser atractivo para todos.

Os melhores cumprimentos

_aifos_ disse...

Pois... as datas que se estabelecem é que fazem com que não possa dizer logo que sim. Quem sabe daqui a uns meses possa cumprir esse calendário. Por agora não posso, com pena minha.

Mas o desafio e a ideia são bons, avancem. daqui a alguns meses talvez consiga dar o meu contributo.

Anjo Negro disse...

olá minha querida isto agora não anda muito bam, pedi a inspiração =(
e tenho tido muitos testes e muitos trabalhos, eu não tenho problema e entregar qualquer coisinha escrita, mas deve ser depois do tempo =S ando um pouco assim.

bjs bom fim de semana minha amiga, tenho miminhos para ti no meu blog


bjs

Maria do Carmo Cruz disse...

Viva, Licas! Que nome tão juvenil! É bom sinal. Encontrei-a quando andava na minha habitual visita à minha Caixinha de Afectos e fiquei com vontade de lhe vir dizer olá. E de que também vou participar do seu Desafio. Olá se vou! É das coisas que mais me animam, os desafios... Não me vou descrever, porque vai ver-me nesta foto tirada no dia 15 de Maio passado, quando o mar se punha por detrás de mim, na Ilha de Luanda. Se ainda não sabe, vai acabar por saber o que faço por aqui, a pouco e pouco. Ah, estou aposentada há quase 5 anos, mas isso é só no papel. Hei-de estar de corpo enterrado e ainda hei-de andar a tentar aprender e ensinar noutro lugar que, se Deus me julgar com misericórdia e não com justiça, espero seja bom.
Ainda sou muito jovem, o meu coração ainda não fez 18 anos, mas às vezes tem dias. Felizmente curtos. Bem, mando-lhe um abraço feliz, porque bloguistas a quem muito quero hoje fazem anos, porque vejo o mar da minha mesa de trabalho, a menos de 30 metros, porque o sol brilha, porque Viver é bom. Sou assim. E vai encontrar-me aqui ou em Piruetas de Avó. Carmo

Rith@ disse...

Comigo pode contar!
Terá notícias, acerca do tópico, provavelmente antes do prazo. Qualquer alteração, é só informar =D
Obrigada!*

S. disse...

Olá! Escrevi hoje um texto no meu blog que penso que lhe poderia interessar, principalmente por causa do tema sugerido por si. Não sabia como lho enviar, lembrei-me então de o fazer em jeito de comentário. Aqui vai, espero que lhe interesse:

Chegou-me um e-mail com um texto que vale a pena publicar - quantas verdades se encontram lá! Os comentários, deixo-os para vós. Assim como o vosso próximo passo. Aqui está o mail que recebi:

" Ontem, através do meu filho mais novo, recebi um texto distribuido ás crianças do ATL que ele frequenta. Confesso que costumo ler os diversos papéis que me mandam das diversas escolas dos meus filhos na diagonal. Mas, curiosamente, este li-o de fio a pavio. Como não vinha assinado, não tenho maneira de pedir autorização ao autor para o publicar mas parece-me que o que importa a quem o escreveu é que chegue ao maior número de pais possível. Vale a pena lê-lo:
Deus abençoe os pais maus! Um dia, quando os meus filhos foram crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva um pai, eu hei-de dizer-lhes:


- Amei-vos o suficiente para ter insistido para que juntassem o vosso dinheiro e comprassem uma bicicleta, mesmo que eu tivesse possibilidades de a comprar.

- Amei-vos o suficiente para ter ficado em pé junto de vós duas horas enquanto limpavam o vosso quarto - trabalho que eu teria realizado em quinze minutos.

- Amei-vos o suficiente para vos obrigar a pagar a pastilha que "tiraram" da mercearia e dizer isto ao dono: eu roubei isto ontem e hoje queria pagar".

- Amei-vos o suficiente para ter ficado em silêncio, para vos deixar descobrir que o vosso novo amigo não era boa companhia.

- Amei-vos o suficiente para vos ter deixado assumir a responsabilidade das vossas acções, mesmo quando as penalizações eram tão duras que partiam o coração.

- Amei-vos o suficiente para vos ter perguntado onde vão, com quem vão e a que horas regressam a casa.

- Amei-vos o suficiente para vos deixar ver fúria, desapontamento e lágrimas nos meus olhos.


- Mas, acima de tudo, eu amei-vos o suficiente para vos dizer NÃO quando sabia que me iriam odiar por isso.



Estou contente. Venci, porque no final voçês também venceram. E qualquer dia, quando os vossos filhos forem suficientemente crescidos para entenderem a lógica que motiva os pais, quando eles vos perguntarem se os vossos pais eram maus, vocês irão dizer-lhes : Sim, eram os piores pais do mundo!, porque:



- Enquanto os outros miudos comiam doces ao pequeno-almoço, nós tinhamos que comer cereais, tostas e ovos.

-Os outros miudos bebiam pespsis ao almoço e comiam batatas fritas, enquanto nós tinhamos que comer sopa, prato e fruta. E não vão acreditar!, os nossos pais obrigavam-nos a jantar á mesa, o que era bem diferente dos outros pais.

- Os nossos pais insistiam em saber onde nós estávamos a todas as horas, era quase uma prisão. Tinham que saber quem eram os nossos amigos e o que faziamos com eles.

- Insistiam em que lhes disséssemos que iamos sair mesmo que demorássemos só uma hora ou menos.

- Nós tinhamos vergonha de dizer mas eles violaram uma data de leis do trabalho infantil: nós tinhamos que fazer as camas, lavar a loiça, aprender a cozinhar, aspirar o chão, engomar a nossa roupa, ir despejar o lixo e todo o tipo de trabalhos cruéis. Eu acho que eles nem dormiam a pensar em mais trabalhos para nos mandar fazer.

- Eles insistiam conosco para lhes dizermos a verdade e apenas toda a verdade, sempre a verdade.

- Na altura da nossa adolescência eles conseguiam ler os nossos pensamentos, o que tornava a vida mesmo chata.

- Os nossos pais não deixavam os nossos amigos buzinar para a gente descer. Tinham que subir e bater á porta para eles os conhecerem.

- Enquanto toda a gente podia sair com 12 ou 13 anos, nós tivémos que esperar pelos 16.

-Por causa dos nossos pais, nós perdemos experiências fundamentais da adolescência: nenhum de nós esteve alguma vez envolvido em actos de vandalismo, em roubos, violação de propriedade, nem foi preso por algum crime.



Foi tudo por causa deles. Agora que já saimos de casa, somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o nosso melhor para sermos "maus pais" tal como os nossos pais o foram. Eu acho que este é um dos males do mundo e hoje: não há suficiente "PAIS MAUS".


Abençoados pais! Bom fim-de-semana.

Cor de Mel disse...

Olá Licas,
Desculpe só cá ter vindo hoje, mas realmente o tempo não chega para tudo.
Agrada-me muito o tema e agrada-me muito o alargar do prazo, pois com os finais de anos lectivos e com as férias à porta, seria complicado cumprir prazos.
Assim sendo, até Setembro, é um óptimo prazo, dada a fase do ano em que estamos.
Pois bem, tratarei o tema com a maior das atenções e carinho, pois, como já referi acima, é um tema que muito me agrada.
Beijinhos,
Lia.

S. disse...

Olá! Claro que pode publicar, é uma honra para mim... obrigada!