sexta-feira, 5 de setembro de 2008

É HORA DE RECOMEÇO! VAI...

AS FÉRIAS ESTÃO A ACABAR!

É a hora do recomeço, da luta incessante pela vida, da abnegação e do sacrifício.


>


As crianças ensonadas rumam para os infantários à busca do seu imaginário. Quantas vezes levam ainda pela mão o seu amigo invisível,receosos que os de carne e osso não satisfaçam as suas necessidades e mitiguem os seus medos.

Os mais velhinhos, carregam às costas as letras e números com que aprenderão a escrever e a limitar o seu futuro.

Depois ... os adolescentes julgam que já têm o Mundo e transportam a rebeldia, a exacerbada auto-estima, muitas vezes até o desconhecimento do "outro", especialmente se for mais velho.

Entrada na faculdade

ou no mercado de trabalho...

Quanta indecisão, quantos sonhos, quantos receios, quanta esperança...

Para todos os que agora começam, seja qual for o caminho, deixo o meu abraço de incentivo envolto neste poema de Paulo Gerardo:

Vai...

Para sonhar o que poucos ousaram sonhar.

Para realizar aquilo que já te disseram que não podia ser feito.

Para alcançar a estrela inalcançável.



Essa será a tua tarefa: alcançar essa estrela.

Sem quereres saber quão longe ela se encontra;

nem de quanta esperança necessitarás;

nem se poderás ser maior do que o teu medo.

Apenas nisso vale a pena gastares a tua vida.



Para carregar sobre os ombros o peso do mundo.

Para lutar pelo bem sem descanso e sem cansaço.

Para enxugar todas as lágrimas ou para lhes dar um sentido luminoso.

Levarás a tua juventude a lugares onde se pode morrer, porque precisam lá de ti.

Pisarás terrenos que muitos valentes não se atreveriam a pisar.

Partirás para longe, talvez sem saíres do mesmo lugar.



Para amar com pureza e castidade.

Para devolver à palavra "amigo" o seu sabor a vento e rocha.

Para ter muitos filhos nascidos também do teu corpo e - ou - muitos mais nascidos apenas do teu coração.

Para dar de novo todo o valor às palavras dos homens.

Para descobrir os caminhos que há no ventre da noite.

Para vencer o medo.



Não medirás as tuas forças.

O anjo do bem te levará consigo, sem permitir que os teus pés se magoem nas pedras.

Ele, que vigia o sono das crianças e coloca nos seus olhos uma luz pura que apetece beijar, é também guerreiro forte.

Verás a tua mão tocar rochedos grandes e fazer brotar deles água verdadeira.

Olharás para tudo com espanto.

Saberás que, sendo tu nada, és capaz de uma flor no esterco e de um archote no escuro.



Para sofrer aquilo que não sabias ser capaz de sofrer.

Para viver daquilo que mata.

Para saber as cores que existem por dentro do silêncio.

Continuarás quando os teus braços estiverem fatigados.

Olharás para as tuas cicatrizes sem tristeza.

Tu saberás que um homem pode seguir em frente apesar de tudo o que dói, e que só assim é homem.



Para gritar, mesmo calado, os verdadeiros nomes de tudo.

Para tratar como lixo as bugigangas que outros acariciam.

Para mostrar que se pode viver de luar quando se vai por um caminho que é principalmente de cor e espuma.

Levantarás do chão cada pedra das ruínas em que transformaram tudo isto.

Uma força que não é tua nos teus braços.

Beijá-las-ás e voltarás a pô-las nos seus lugares.



Para ir mais além.

Para passar cantando perto daqueles que viveram poucos anos e já envelheceram.

Para puxar por um braço, com carinho, esses que passam a tarde sentados em frente de uma cerveja.

Dirás até ao último momento: "ainda não é suficiente".

Disposto a ir às portas do abismo salvar uma flor que resvalava.

Disposto a dar tudo pelo que parece ser nada.

Disposto a ter contigo dores que são semente de alegrias talvez longe.



Para tocar o intocável.

Para haver em ti um sorriso que a morte não te possa arrancar.

Para encontrar a luz de cuja existência sempre suspeitaste.

Para alcançar a estrela inalcançável.



Este bocadinho de mim, dedico-o como já disse a todos os que começam, mas em especial à LI do "MEU PEQUENO GRANDE MUNDO" ... Ela sabe porquê!

Licas

5 comentários:

Márcia Sales disse...

Licas,
Sou brasileira e você visitou meu blog em maio. Hoje vim visitá-la... desculpe a demora.
Seu blog me fez matar um pouco a saudade de Portugal... estive aí de setembro de 2005 a outubro de 2006. Estava fazendo meu mestrado em Lisboa. Tenho família aí no Porto, Mirandela e Chaves! Conheci todas essas cidades e a família portuguesa.
Obrigada por me fazer "viajar" em Portugal!
Abraços para você e sua família.

licas disse...

Olá Márcia
Fiquei feliz por tê-la feito reviver, ao que parece, uma boa fase da sua vida.
Também eu conheço o Nordeste brasileiro e ainda S.Paulo e Rio de Janeiro.
Gostava de aí voltar, mas ...
Sempre que lhe apeteça conversar um pouco estou no meu sítio, com vontade enorme de partilhar conhecimentos e sobretudo falar ...falar...falar.
Também fiz há pouco uma especialização sobre Crianças com Necessidades Educativas Especiais.
Adorei e consigo hoje ter uma visão completamente diferente das crianças em geral e sobretudo do ensino que se "fabrica" pelo mundo.
Fico à sua espera
Licas

Cor de Mel disse...

Olá Licas,
Que "post" extraordinário e que forma fantástica de o apresentar e escrever. Adorei mesmo!!!!
Beijinhos,
Lia.

Meus Netos Minha Fortuna disse...

Olá Isabel
Venho muito sensibilizada agradecer a sua visita ao meu blogue, assim como as lindas palavras deixadas!
Agradeço-lhe do fundo do coração!

Fiquei admirada quando vi o meu nome no desafio que lançou...pois é verdade inscrevi-me, mas quando vi que a minha filha estava grávida, eu quero fazer uma grande parte do enxoval, assim como a mudança de colégio do meu netinho, que agora é muito mais longe...e tenho de o ir levar e buscar...enviei-lhe um comentário a dizer-lhe que por motivos familiares e por falta de tempo não poderia participar, pedindo-lhe desculpas pelo facto.

Por isso, espere que compreenda a minha situação, ando mesmo muito ocupada, quero continuar com o "infantário" vou tentar...mas ir de manhã levar o menino ao colégio, ão 10 km, fazer o mesmo caminho por volta das 5 , ter a pequenina para tomar conta, e agora a grande vontade de fazer o enxoval para o netinho que vem a caminho, que fiz para os outros,ãlém das normais lides da casa, não me deixa muito espaço de manobra!

Peço desculpa, espero não
desiludi-la e que continuemos com a nossa amizade.

Um beijinho muito grande e gosto muito de si!
Cassilda

Meus Netos Minha Fortuna disse...

Querida Isabel
Peço Desculpa, mas fui verificar e peço-lhe o favor de ir ao seu post " no rescaldo do campeonato da Europa" e verá como nessa altura lá deixei os motivos porque não podia participar no concurso...ainda não falava na gravidez da minha filha, pois como sabe ela pediu-me para não o fazer até á data em que o fiz...pois tinha já sofrido um aborto de 8 semanas...!

Desculpe, uma vezmis e um grande beijinho
Cassilda