quinta-feira, 11 de novembro de 2010

PRESENTES SOLIDÁRIOS

Tenho repensado muito o espírito do Natal e há muito que conclui que ele está completamente desvirtuado. O pensamento mais presente, são as enormes festas, os presentes caros e as corridas constantes e cansativas para compras.
Encontrei já no ano passado uma forma de por ponto final em tudo isto e sobretudo de uma forma cómoda darmos sentido ao verdadeiro Natal.
Junto a nós vive, por um lado, muita gente que precisa do nosso apoio por outro muitos amigos e familiares a quem damos a tal lembrança que tanto nos custou a escolher e que a desprezam porque não gostam ou porque não lhes faz jeito.
Porque não aderirmos ao Projecto Presentes Solidários que a seguir vos dou conta.
Já aderi no ano passado e confirmo a sua credibilidade


Através da Campanha Presentes Solidários 2010, está a contribuir de forma concreta para a melhoria das condições reais de vida de inúmeras famílias dos Países Lusófonos. A sua compra, feita em nome de um amigo, colega ou familiar seu, será um motivo de esperança para a vida de tantos homens, mulheres e crianças que nestes países enfrentam situações adversas a um desenvolvimento justo e sustentado.

Ao comprar um Presente Solidário, o seu dinheiro será entregue aos nossos parceiros no terreno que farão a compra e a entrega dos bens a quem deles mais precisa. Receberá também um postal relativo ao presente que comprou e que poderá oferecer pessoalmente aos seus amigos, colegas ou familiares como um presente seu neste Natal.

Procure mais informações no site http://www.presentessolidarios.pt/:

2 comentários:

ematejoca disse...

Nesta altura do ano há também aqui imensas iniciativas deste género.
Também eu participo nas acções de caridade da minha igreja, mas isso, não me impede de comprar presentes para todo o mundo.

A propósito NATAL, minha cara Licas, não queres organizar um concurso de Contos de Natal como o da Quincas no ano passado?

Saudações outonais!

Pó de Estrela disse...

São de louvar estas iniciativas que contribuem para um mundo mais equilibrado e feliz.

Este ano na nossa família vamos viver o Natal, no seu verdadeiro espírito. Se comprarmos alguma coisa, será cola ou agulhas para ajudar a fazer as prendas...as crianças trocarão brinquedos entre si, mas os que elas têm e já não as divertem tanto. há sempre uma boneca que já não é para a sua idade e que a irmã ou a prima gostariam de ter...
Ajuda as crianças a partilhar efectivamente e a ajudar a desprender-se daquilo que não precisam, ou até a darem um brinquedo seu, generosamente. Penso que esse é o Espírito do Natal!!!

Quanto ao concurso do Natal... também gostaria que alguém tomasse uma iniciativa :)) talvez eu estremeça...

Beijinhos doces e com pó de estrela!!!